Sociedade
25 Novembro de 2021 | 15h15

PN recupera 41 cabeças de gado bovino e detém suspeitos

Quarenta e uma cabeças de gado bovino, das 75 roubadas recentemente num curral na localidade do Kapilongo, a 80 quilómetros da cidade de Benguela, foram recuperadas esta quarta-feira, pelo Departamento de Investigação e Ilícitos Penais ( DIIP).

De acordo com o porta-voz do Comando Provincial da Polícia Nacional, inspector-chefe Ernesto Tchiwale, que falava hoje, quinta-feira, à Angop, os animais foram recuperados através de diligências e da colaboração de alguns comerciantes de gado, que alertaram sobre a existência de um curral na periferia de Benguela que estava a comercializar o gado.

Segundo o responsável, as forças de ordem, juntamente com os proprietários, fizeram-se ao local e flagraram os supostos meliantes de 66, 45 e 30 anos de idade, respectivamente, a comercializarem os animais.

O porta-voz adiantou que buscas continuam no sentido de se recuperar as 34 cabeças em falta.

Ernesto Tchiwale aproveitou a oportunidade para apelar aos proprietários de gado, no sentido de criarem condições de segurança nos seus currais para desencorajar os meliantes.

Adiantou, por outro lado, ser a primeira vez que a PN regista um número acentuado de roubo de gado em Benguela.

Entretanto, o proprietário do referido gado, Pedro Mujanga, fez saber que desde 2018 que tem sido alvo de constantes assaltos no seu curral, mas desta vez ficou surpreendido pela quantidade de bois roubados.

Por outro lado, Pedro Mujanga pediu que as autoridades velassem também por essa classe agropecuária, que muito tem ajudado no desenvolvimento socioeconómico do país.

 Justiça por mãos próprias

Uma anciã de 86 anos de idade que padecia de amnésia foi espancada por populares até a morte, após ter sido confundida e acusada de feitiçaria, facto ocorrido no pretérito dia 20 do corrente mês, soube a Angop.

Segundo os familiares, a vítima terá desaparecido há alguns dias de casa e após vários anúncios nos órgãos de comunicação social e redes sociais, foi possível localizar o seu corpo na morgue do Hospital Geral de Benguela.

Os familiares adiantaram que a malograda deslocou-se à zona do rio Cavaco, onde supostamente iria à busca de palmeiras para produzir cestos, quando foi surpreendida por um grupo de jovens que a acusaram da prática de bruxaria e seguidamente começaram a espancá-la.

Já em estado moribundo, contaram os familiares, foi levada ao banco de urgência do referido hospital, onde terá sucumbido em consequência da agressão.

Agastados com a situação, os familiares pedem que se faça justiça e sejam responsabilizados todos os implicados neste crime.

Jovem de 36 anos enforca-se após desentender-se com o pai

O facto ocorreu na madrugada desta quinta-feira, no bairro 11 de Novembro, periferia da cidade de Benguela, quando a vítima desentendeu-se com o seu pai que o proibiu de tirar água de uma cisterna, uma vez que o mesmo não ajudava com os deveres de casa, informou a PN.

O pai da vítima, Pedro Cândido, adiantou que após se desentenderem, o jovem pegou numa faca e dirigiu-se à garagem, onde alegadamente terá consumado o acto, amarrando uma corda ao pescoço.

Pedro Cândido lamenta o sucedido e mostrando-se arrependido pela altercação com o seu progenitor, disse que apenas o queria repreender pelo facto do mesmo nos últimos tempos estar envolvido em actos que atentam contra a segurança da família.

 Ainda no âmbito da criminalidade, o Comando da PN recuperou, no período em referência, três armas de fogo, sendo duas do tipo pistola e uma AKM com o respectivo carregador e 16 munições, 69 cartuchos de caçadeira, dez motorizadas, 80 quilogramas de estupefacientes (liamba), três aparelhos de ar condicionado roubados no Hospital Geral de Benguela, aparelhos de som, botijas de gás butano, Tv plasmas e telemóveis diversos.

Foram ainda detidos 18 cidadãos, suspeitos de estarem envolvidos em diversos crimes.

Os respectivos crimes ocorreram nos municípios do Lobito e Benguela.

© Fotografia por: Divulgação (Jornal de Angola)

Fonte: ANGOP