Notícias
15 Junho de 2022 | 08h47

Pista sul do novo aeroporto apta para receber voo experimental

A pista sul do novo Aeroporto Internacional DR. António Agostinho Neto está apta para receber, na sexta-feira (17), o voo experimental, anunciou esta terça-feira, em Luanda, o coordenador do Gabinete de Operações da infraestrutura, José Paulo de Nóbrega.

A pista sul, já concluída, conta com quatro mil metros de comprimento e sessenta de largura, enquanto a norte está em fase de construção.                    

Em declarações à ANGOP, o responsável deu a conhecer que a aeronave da companhia de bandeira nacional Taag, que fará este ensaio, é o Boeing 777 que sairá do Aeroporto Internacional 4 de Fevereiro até ao destino, num tempo previsto de treze minutos.                

Segundo o coordenador, estão acautelados os protocolos de segurança para este voo experimental, que passa pela operacionalidade da torre de controlo.

Paulo Nóbrega fez saber que as obras do novo aeroporto estão em 60 % da sua execução física, acreditando que em Junho do próximo ano será entregue a infraestrutura.

"Falta concluir parte do terminal de passageiros e a pista norte, o que vai permitir receber mais de 15 milhões de passageiros anualmente”, referiu.

Explicou que o novo aeroporto, que ocupa uma área de 1.324 hectares, terá vários serviços como hotéis,  transporte ferroviário, postos da Administração Geral Tributária (AGT), Serviços de Protecção Civil e Bombeiros, e um parque de automóveis, com a capacidade de 1000 viaturas.          

As obras de finalização da infraestrutura, lembrou, estão dentro do orçamento previsto que ronda os 3.4 mil milhões de dólares americanos.  

O aeroporto, que segundo dados de pesquisas, movimentara um volume de mercadorias de 50 mil toneladas ano, está dimensionado para receber aeronaves do tipo B747 e A380, actualmente o maior avião comercial, bem como está prevista a construção de raiz de uma cidade aeroportuária, numa área de 75 km2.

O lançamento da primeira pedra para construção do Aeroporto Internacional D.R António Agostinho foi realizado em 2015, e tem previsto a realização do primeiro voo de passageiros, no final de 2023, após a conclusão do processo de certificação.          

Fonte: Angop