Sociedade
09 Maio de 2022 | 15h24

Detidos homens por posse de material do Caminho-de-ferro de Luanda

O Comando de Luanda da Polícia Nacional deteve, na sexta-feira, dois cidadãos por ter em sua posse grandes quantidades de material ferroso do Caminho de Ferro de Luanda (CFL).

O porta-voz do comando provincial, superintendente Néstor Goubel, disse hoje, segunda-feira, à ANGOP, que os cidadãos foram flagrados pelos investigadores de Ilicitos Penais da PN, na tarde de sexta-feira, por volta das 15h00 na vila de Catete, no portão de uma indústria de transformação de metal, onde pretendiam vender ilicitamente o material no processo de pesagem por quilogramas.

"Fruto de uma denúncia, os cidadãos de 48 anos, profissional de mecânica de locomotivas ferroviárias, e o seu companheiro de 54 anos, motorista de profissão, na ocasião no volante de um camião que transportava o referido material, foram detidos e serão presentes ao Ministério Público para os devidos trâmites legais de responsabilização criminal", sublinhou.

Fez saber, que de igual modo serão responsabilizados criminalmente os gestores da indústria de transformação de metal.

Nestor Goubel salientou que actos de vandalização ligados aos caminhos-de-ferro têm provocado enormes consequências como o descarrilamento de locomotivas e a suspensão de circulação dos mesmos, prejudicando assim o transporte de pessoas e mercadorias.

Apelou a sociedade a vigilância e denúncia às autoridades de toda a acção de intervenção ou circulação anormal por indivíduos estranhos ao longo da linha férrea.

Sabotagem das linhas do CFL © Fotografia por: Lucas Leitão

Fonte: ANGOP