Sociedade
09 Maio de 2022 | 13h50

PIIM cria mais de 700 postos de trabalho no Cuando Cubango

Setecentos e 71 postos de trabalho para os jovens da província do Cuando Cubango foram criados este ano, com a execução de vários projectos de impacto social na região, inserido no Plano Integrado de Intervenção nos Municípios (PIIM).

O facto foi avançado hoje, segunda-feira, à ANGOP, pelo director do Gabinete de Estudo e Planeamento do Governo provincial do Cuando Cubango, Elias Paganini Hossi da Silva, tendo assegurado que as cifras vão subir gradualmente em função da execução dos projectos aprovados para a província.

Disse que a maior parte dos postos de trabalho foram ocupados por jovens do sexo masculino, com uma taxa de 85 por cento, essencialmente na construção de escolas, unidades sanitárias, edifícios administrativos, sistemas de abastecimento de água, reabilitação de estradas, pontes, entre outras infra-estruturas sociais.

Referiu que o projecto de reabilitação, tratamento e distribuição de água potável para os bairros periféricos de Menongue criou 200 postos de trabalho para a juventude, bem como a de electrificação que prevê atingir a cifra de 400 empregos face à exigência de maior número de mão-de-obra.

Elias Paganini Hossi da Silva informou igualmente a execução das obras do PIIM no Cuito Cuanavale, como a construção da morgue, a escola de formação profissional já em curso nesta região permitiram igualmente criar perto de 181 postos de trabalho, o que está a permitir ocupar os tempos livres da juventude.

A província do Cuando Cubango tem 121 projectos inscritos no PIIM, 75 aprovados pela Direcção Nacional de Investimentos Públicos, muitos destes já em execução, com um orçamento geral de 36 mil milhões de kwanzas, com prioridade para os projectos da saúde, educação, energia e águas, bem como as vias de comunicação.

Uma das avenidas de Menongue © Fotografia por: Portal de Angola (Divulgação)

Fonte: ANGOP