Sociedade
28 Abril de 2022 | 16h10

Secretário de Estado anuncia criação de escola de marketing e publicidade

O secretário de Estado para a Comunicação Social, Nuno Albino, anunciou, esta quinta-feira, em Luanda, a construção, para breve, de uma escola de marketing e publicidade.

O anúncio foi feito na abertura da II Conferência Nacional sobre Ética e Legislação Publicitária, sublinhando que o projecto será implementado numa parceria entre o Ministério das Telecomunicações, Tecnologias de Informação e Comunicação Social e o Centro de Formação de Jornalistas (CEFOJOR).

Conforme Nuno Albino, o Executivo angolano reconhece o papel da indústria publicitária para o impulso da diversificação económica, por este facto, ser importante a formação e superação dos quadros para o mercado.

Para o governante, a indústria da publicidade conquistou o seu espaço, sendo uma actividade que impulsiona a inovação nos produtos e serviços oferecidos, é geradora de emprego e de enorme valor para a economia.

 Apesar deste desenvolvimento, realça o secretário de Estado, o mercado publicitário foi um dos sectores que ficou afectado com a crise e a pandemia da Covid-19, prejudicando assim, a tesouraria das empresas, que viram-se obrigadas a cortar despesas com a publicidade.

Face a nova era da digitalização, Nuno Albino referiu que a actividade começa a ocupar, irreversivelmente, a vida das pessoas, facto que importa agora perceber o papel reservado à indústria publicitária, em particular as consumidas nas plataformas digitais e redes sociais.

Neste sentido, avança que por via da formação venha a adaptar-se com mestria, tendo em atenção ao novo paradigma de mercado ancorado para a migração digital.

Nuno Albino adiantou que o Executivo vai continuar a apoiar e incentivar o surgimento de mais actores no mercado publicitário, como anunciantes, as agências publicitárias, os veículos de comunicação, produtoras de som e vídeo, agências de promoção de vendas e relações públicas, gráficas e designers, no sentido de melhorar a oferta e a competitividade.

O evento contou com a participação dos principais operadores do mercado nacional de marketing e da publicidade, directores provinciais de publicidade, deputados e representantes dos órgãos de comunicação social.

Entre os temas considerados foram: "A publicidade Exterior em Angola”, "Os desafios da Publicidade online em Angola” e "Os Limites Éticos da Propaganda em Período Eleitoral”.

Em Angola o serviço de publicidade é tutelado pela Direcção Nacional de Publicidade, um órgão afecto ao Ministério das Telecomunicações Tecnologias de Informação e Cominicação Social, e que se responsabiliza pelo estudo, acompanhamento, orientação, promoção, coordenação e desenvolvimento dos serviços publicitários no país.


Secretário de Estado da Comunicação Social, Nuno Albino Caldas © Fotografia por: Gaspar dos Santos (Angop)

Fonte: ANGOP