Sociedade
13 Abril de 2022 | 11h17

Angola prevê criar Comissão para Emergências Sanitárias

Angola prevê criar uma Comissão Interministerial para Emergências Sanitárias, Centros de Operações de Urgências de Saúde e de um Plano Nacional de Emergências Sanitárias, admitiu, esta terça-feira (12), em Luanda, o secretário de Estado para a Saúde Pública.

Franco Mufinda, que falava à margem do workshop virtual regional de concertação de mecanismos de gestão e urgências de saúde pública na Comunidade Económica dos Estados da África Central (CEEAC), disse que o objectivo é criar uma só saúde, humana, animal e ambiental.

O secretário de Estado referiu que, além da criação da Comissão Interministerial para Urgências Sanitárias, o plano prevê, também, desenvolver políticas de manutenção das equipas de resposta rápida e a funcionalidade dos laboratórios regionais de referência.

Segundo Franco Mufinda, a capacitação permanente dos profissionais, realização periódica de exercícios de simulação de resposta às endemias e pandemias, bem como a criação de fundos de emergências constam das propostas apresentadas no workshop.

Em relação à pandemia da Covid-19 em Angola, o secretário de Estado disse que o Executivo teve boa gestão ao optar pela antecipação na mobilização de recursos humanos e técnicos, nas medidas de protecção individual e colectiva e na aquisição de vacinas.

O encontro da CEEAC visou partilhar as lições aprendidas na gestão da Covid-19, dentro e fora de África, criar mecanismos de actuação para eventuais endemias na região, bem como analisou o Regulamento Sanitário Internacional.

Participaram no workshop virtual representantes da saúde do Burundi, Camarões, Congo Brazzavile, República Democrática do Congo (RDC), República Centro Africana (RCA), Gabão, Guiné Equatorial, Ruanda, Chade e São Tomé e Príncipe.