Sociedade
11 Abril de 2022 | 11h29

Cidadão é morto por um elefante

Um cidadão de 41 anos de idade foi morto, sábado, no município do Golungo Alto, por um elefante, que ele pretendia caçar.

A vitima disparou contra o elefante que circulava numa manada e o animal voltou-se contra ele e o espezinhou até a morte, de acordo com o porta-voz dos Serviços de Investigação Criminal na província, Adão Morais.

A vítima, Quirino Daniel, caçava na comuna de Kilombo-Kia- Puto,  na companhia de três amigos.

Fruto da ocorrência, referiu, a polícia procedeu a apreensão da arma e a detenção dos demais cidadãos por autoria de caça furtiva.

Em Angola é proibida a caça de elefantes por ser uma espécie da fauna nacional em regime de proteção especial.

O município do Golungo Alto constitui uma das regiões da província do Cuanza Norte com trânsito frequente de manadas de elefantes, que pela procura de alimentos, invadem campos agrícolas e zonas habitadas.

As técnicas de colocação de colmeias de abelhas, queimas de pneus e toque de batuques ou outros instrumentos sonoros, têm se revelado infrutíferas para afugentar os animais.

A presença destes mamíferos tem constituído também uma oportunidade dos caçadores furtivos para o abate indiscriminado da desta espécie.

Fonte: ANGOP