Cultura
06 Abril de 2022 | 10h18

Kiezos e Jovens do Prenda abrem projecto do semba

Ao som das músicas ao vivo d’Os Kiezos e dos Jovens do Prenda, numa plateia com ilustres convidados da cultura nacional, como Carlos Lamartine, Dionísio Rocha, Santocas, Cirineu Bastos e Tia Zita testemunharam a inauguração do projecto cantar e dançar denominado “Kuimbila Ni Kukina Semba Kilamba”, no passado domingo, no centro recreativo Kilamba, no Distrito Urbano do Rangel, em Luanda.

O evento enquadrou-se nas festividades do Dia da Paz e Reconciliação Nacional e foi com este espírito que os integrantes das formações e seus admiradores viveram o famoso derby "O Trumunu Musical”.

Um dos momentos altos da actividade aconteceu quando Miguel Neto, apresentador de circunstância chamou Carlos Lamartine e Dionísio Rocha para algumas considerações do novo espaço.

Os intervenientes aproveitaram para falarem da história dos salões de festa do passado e levantaram o protagonismo dos seus bairros, com Carlos Lamartine do lado do Marçal e Dionísio, do Bairro Operário. Apesar de posicionamento diferentes ganharam os presentes com o lado didáctico das abordagens.

A primeira formação a subir no palco foi a mais antiga, Os Kiezos, em duas horas de espectáculo viajaram pelas principais musicas com Zé Manico e Manuel, Claudino nas vozes principais, a dupla Hildebrando Cunha e Gegé Faria foram determinantes nos temas solados como "Obrigado meu amigo” e "Memórias de Lamartine”. Os entusiastas dançaram e cantaram em clássicos como "Kasabalo”, "Che Che Mae”, "Jingololo”, "Comboio”, "Princesa Rita” e "Milhoró”.

O fecho da música ao vivo foi com a Orquestra Jovens do Prenda, liderados pela tripla de veteranos Didi da Mãe Preta, Augusto Chacaya e António Imperial "Baião”. A abertura foi um miscelânea com temas de Chico Montenegro como "Tete”, "Isabel”, "Longa Marcha” e outros. Os Jovitos, com Augusto Chacaya, Tony do Fumo Filho e Miau vocalistas, mas outros integrantes também interpretaram algumas musicas. Destaques para: "Santa Yami”, "Nguenda Nyubeka”, "Chiquita”, "Por do Sol”, "Bela”, "Samba Samba” e outros.

O ambiente terminou com uma selecção de temas musicais, proporcionada pelos DJs Viriato Victor e Gola V. João Adilson, o responsável do projecto Kuimbila Ni Kumbila Semba prometeu continuar a trabalhar para a divulgação da música angolana, assim como vai fazer uma programação para manter os dois espaços, o Marçal e na Centralidade do Kilamba e arredores. Anunciou que pretende levar também no mesmo dia a Banda Movimento e a Banda Maravilha.

O Kuimbila Ni Kukina Semba ( Dançar e cantar o Semba) surgiu em 2019 e acontece no Salão de João Adilson, no histórico Bairro Marçal, com Dom Caetano, Carlos Lamartine, Dina Santos, Calabeto, Nguami Maka, Robertinho, Givago, Massano Júnior, Mizangala DT, Banda Yetu e outros nomes da música popular angolana.


Fonte: JA