Sociedade
04 Abril de 2022 | 15h11

Lançada obra literária “Rei Ndunduma e o conto do Viye”

A obra literária “Rei Ndunduma e o conto do Viye” foi lançada hoje, no centro cultural Dr. António Agostinho Neto, na cidade do Cuito, província do Bié.

Trata-se de uma colectânea de 17 escritores, com poemas que retratam as variedades culturais da província do Bié.

O livro foi lançado no âmbito dos projectos "Bié lê, Bié Escreve” e da Associação dos Escritores do Sul (AJSUL), actualmente com 30 associados, das províncias do Bié, Huambo e Benguela. 

Possui 72 páginas e foi editado pela Ginga Cruz Editora "A sua editora rainha”, em Luanda. 

Até à publicação custou 500 mil kwanzas. Numa primeira fase estão disponíveis 150 exemplares, que estão a ser comercializados a quatro mil kwanzas. 

Para concretização deste projecto os escritores contaram com apoio das administrações municipais do Cunhinga, Andulo, Chinguar, Catabola, Camacupa e Cuito. 

O escritor Eliseu António Naguenda Kandumba, um dos participantes da obra, em declarações à ANGOP, sublinhou que a publicação do livro visa despertar à juventude o gosto da leitura, para o bem da ciência e sobretudo contribuir para a construção de uma sociedade de valores aceitáveis.

Trata-se de uma colectânea de 17 escritores, com poemas que retratam as variedades culturais da província do Bié.

O livro foi lançado no âmbito dos projectos "Bié lê, Bié Escreve” e da Associação dos Escritores do Sul (AJSUL), actualmente com 30 associados, das províncias do Bié, Huambo e Benguela. 

Possui 72 páginas e foi editado pela Ginga Cruz Editora "A sua editora rainha”, em Luanda. 

Até à publicação custou 500 mil kwanzas. Numa primeira fase estão disponíveis 150 exemplares, que estão a ser comercializados a quatro mil kwanzas. 

Para concretização deste projecto os escritores contaram com apoio das administrações municipais do Cunhinga, Andulo, Chinguar, Catabola, Camacupa e Cuito. 

O escritor Eliseu António Naguenda Kandumba, um dos participantes da obra, em declarações à ANGOP, sublinhou que a publicação do livro visa despertar à juventude o gosto da leitura, para o bem da ciência e sobretudo contribuir para a construção de uma sociedade de valores aceitáveis.


Ilustração

Fonte: ANGOP