Economia
27 Março de 2022 | 10h15

Pavilhões da Expo Dubai exibem potencial económico

Os pavilhões dos mais de 190 Estados representados na Expo 2020 Dubai exibem o potencial económico, cultural e social que cada um detém, como forma de promover o turismo local e captar investidores.

O Pavilhão de Angola na Expo 2020 Dubai pode ser apresentado entre os melhores de África no relatório final do certame, que é divulgado amanhã, depois de ter sido cotado entre os sete primeiros do continente na última avaliação.

Angola investiu 10 milhões de dólares no pavilhão que chama a atenção dos visitantes pela arquitectura, bem como pela promoção da cultura e gastronomia, com um palco para exibições artísticas e o restaurante "Makamba”, onde pratos nacionais dominam a oferta.

A organização disse que o Pavilhão de Angola distingue-se entre as outras 54 representações do continente pela imponência e "design”, considerado "bastante criativo”.

Com pavilhões espaçosos e de elevado pendor tecnológico, o Qatar, por exemplo, está na Expo 2020 Dubai a promover a "Copa do Mundo - Qatar 2022”, a competição futebolística que acolhe em Novembro deste ano.

No seu pavilhão, o Qatar usa painéis luminosos e interactivos para informar aos visitantes sobre como está a ser preparado e de que forma o país organiza o próximo mundial, reflectindo desenvolvimento económico, desporto e cultura. É ao menos consenso que o país espera também captar mais de 200 mil milhões de dólares com o evento, para reposição dos fundos investidos.

A Argentina expõe à entrada o seu hall dos famosos, com Lionel Messi e Diego Maradona como os cabeças de cartaz. Ao lado, no pavilhão do Uruguai, vêem-se lembranças da primeira Copa sul-americana, vencida ao Brasil, país anfitrião, além de uma amostra da indústria joalheira.

A Finlândia expõe a capacidade de aproveitamento de matérias-primas locais e o uso racional da água, tema também explorado pelo Brasil, que levou cultura, gastronomia e uma praia artificial (local muito concorrido na hora de refrescar os pés, numa região desértica onde as temperaturas são bastante altas).

A semana de 20 a 26 foi também a "Semana da Água” (última de 10 semanas temáticas realizadas ao longo dos seis meses da Expo 2020 Dubai), uma jornada encerrada ontem, promovida pela Expo 2020 Dubai, o Ministério de Energia e Infra-estruturas e o Ministério de Mudanças Climáticas e Meio Ambiente.

A Expo 2020 Dubai teve início em Outubro de 2021 e encerra já na quinta-feira, 31 de Março. São mais 190 países participantes, num evento global que está a funcionar como importante plataforma para gerar oportunidades de negócios e diversificar o mercado dos países que compõem o Conselho de Cooperação do Golfo (Emirados Árabes, Omã, Arábia Saudita, Qatar, Bahrein e Kuwait)  e outras partes do mundo.

Até ao momento, perto de 25 milhões já visitaram a Expo 2020 Dubai.

Fonte: JA