Economia
24 Março de 2022 | 13h40

Fábrica de asfalto já em funcionamento no Bié

Uma fábrica de asfalto, com capacidade para produzir por dia mais de 30 camiões de 16 metros cúbicos, já se encontra em funcionamento na província do Bié, o que vai permitir reduzir os custos em termos de aquisição deste derivado do petróleo.

Instalada pela empresa de construção civil MSTR, a infra-estrutura, a primeira do género nesta região centro/sul do país, situa-se no centro administrativo do Cuquema, a 20 quilómetros a oeste da cidade do Cuito.

A mesma estava para ser aberta em Dezembro de 2020, mas por conta da pandemia da covid-19, que impossibilitou a recepção atempada de equipamentos vindo da Europa, apenas foi possível arrancar em Fevereiro do corrente ano.

Apesar dos valores empregues na construção do empreendimento não serem revelados, o responsável da fábrica, Loemba Boris, em declarações hoje à ANGOP, disse que a unidade possui uma central com equipamento moderno, sobretudo a Terex magnun 140, máquina capaz de produzi alcatrão sem quaisquer constrangimentos durante o dia todo e com qualidade exigida internacionalmente.

Neste momento, o maior comprador do asfalto tem sido o Governo da Província do Bié, que, por conta das obras do Programa Integrado de Intervenção nos Municípios (PIIM), leva a cabo um processo de asfaltagem das sedes municipais do Cuemba, Chitembo, Camacupa, Cunhinga, Catabola e algumas vias da cidade do Cuito.

Loemba Boris realçou que a unidade fabril tem capacidade para produzir alcatrão para as demais províncias do país.

A fábrica conta com oito trabalhadores, na sua maioria angolanos, que deverá ser duplicada, na eventualidade de haver maior número de compradores, quer públicos como privados.

A província do Bié conta com mais de 200 empresas ligadas ao ramo da construção civil.

Homens asfaltando um troço

Fonte: ANGOP