Economia
18 Março de 2022 | 20h15

Construção da refinaria do Soyo começa em Abril

As obras de construção da refinaria de petróleo no município do Soyo, província do Zaire, iniciam no final do próximo mês, soube a ANGOP de fonte oficial.

O anúncio foi feito quinta-feira, na cidade do Soyo, pelo membro da Comissão Executiva da Sonangol Refinação e Petroquímica, Faustino Conde Pongue.

Em declarações à imprensa, após a apresentação pública do projecto aos membros do Governo Provincial do Zaire, da Administração Municipal do Soyo e da sociedade civil, o alto funcionário da Sonangol reiterou que a refinaria, cuja construção será concluída em 2025, vai processar 100 mil barris de derivados de petróleo por dia.

A infra-estrutura será erguida na localidade de Matanga, a cerca de 12  quilómetros a sudoeste da cidade do Soyo, pelo Consórcio "Quantem”.

O referido consórcio integra empresas norte-americanas, designadamente Quanten LLC, TGT INC, Aurum &Sharp e angolana ATIS-Nebest-Angola.

Numa primeira fase, segundo a fonte, as obras deverão envolver um universo de mais de dois mil trabalhadores, na sua maioria jovens a serem recrutados localmente.

Faustino Conde Pongue informou que decorrem diligências para a legalização do terreno onde será implantado o projecto, junto do governo provincial e da administração municipal do Soyo.

 "Estamos a negociar um espaço pertencente à Sonangol para a cedência de 712 quilómetros quadrados, onde será erguida a refinaria", sublinhou.

Orçado em  três mil milhões e 500 mil dólares, o empreendimento vai contemplar uma zona residencial para mil empregados, estação de produção e tratamento de água potável e residual, aterro sanitário de resíduos e uma central eléctrica e outras áreas.

Terá também uma unidade de processamento e outra de aprovisionamento do petróleo bruto, área de transportes e instalação de acessórios, bem como um cais para ancorar dois petroleiros com a capacidade de até 100 mil toneladas de petróleo bruto.

O acto público de apresentação do projecto foi assistido pelo governador provincial do Zaire, Pedro Makita Armando Júlia.

Fonte: Angop