Sociedade
14 Março de 2022 | 10h58

SIC detém sete acusados da morte de um chinês

O Serviço de Investigação Criminal (SIC) deteve, no Huambo, sete elementos, com idades entre 19 e 26 anos, acusados de terem atingido mortalmente, com um disparo de arma de fogo, um cidadão de nacionalidade chinesa, que se encontrava na fábrica de contraplacados localizada na comuna da Chipipa.

O superintendente-chefe Martinho Kavita Satito, que fazia o balanço das acções realizadas entre 24 de Fevereiro e 7 do corrente mês, explicou que, no período em referência foram realizadas 33 micro-operações e buscas dirigidas em toda a extensão da província, que culminaram no desmantelamento de quatro grupos de marginais, compostos por 19 indivíduos, bem como detidos 26 elementos implicados em crimes de associação de malfeitores, homicídios, roubos qualificados, furtos e pose ilegal de armas de fogo. 

Acrescentou que os marginais actuavam em vias públicas e residências, na calada da noite, com recurso à arma de fogo, e dedicavam-se, também, à vandalização de bens públicos, nos municípios do Huambo, Caála, Bailundo, Londuimbali, Ukuma, Longonjo e Ekunha. 

Em posse dos detidos foram apreendidas quatro viaturas, motorizadas, cinco armas de fogo do tipo AKM e uma pistola, munições, computadores, 130 metros de cabos eléctricos, painéis solares, travessas e carris da linha férrea, torneiras e 300 toros de eucalipto.    

Fonte: JA