Sociedade
24 Fevereiro de 2022 | 13h50

ONG junta-se aos esforços do governo no combate à seca no Namibe

A ONG “People In Need” (PIN) vai implementar, a partir deste mês, mais de um milhão de dólares norte-americanos no projecto de Apoio Integrado para Acesso e Água e Boa Nutrição, visando ajudar o Executivo no combate à seca e à desnutrição na província do Namibe.

Inserido no programa de Fortalecimento da Resiliência da Segurança Alimentar e Nutricional "FRESAN”, o projecto conta com o apoio da União Europeia, Instituto Camões, Embaixada da República Checa em Pretória (África do Sul) e do Governo de Angola, com duração de trinta meses.

As actividades estarão mais viradas para os municípios de Moçâmedes e Camacuio.

O projecto de Apoio Integrado para Acesso e Água e Boa Nutrição, também denominado "Omande Win”, tem como foco auxiliar as famílias que se dedicam à pequena produção agrícola e pastoril a resistirem aos períodos de seca, aumentando os pontos de água, onde se prevê também a construção e reabilitação de furos/manivelas, inputs agrícolas, formação e outros apoios às famílias.

A informação foi prestada hoje, na cidade do Cuito, à ANGOP, pela responsável da PIN em Angola, Aneta Jelinkova, à margem do evento regional de apresentação de resultados realizados por organização em 2021.

Aneta Jelinkova destacou as várias vantagens que este programa trará nas referidas localidades, não só no combate à seca, como também na melhoria da nutrição para menores de cinco anos de idade.

Neste encontro, a responsável considerou positivo os diversos projectos implementados pela PIN, apesar das restrições impostas pela covid-19, assim como destacou o apoio dos financiadores e do Governo angolano na execução cabal dos programas.

Por sua vez, o director do Instituto Nacional da Criança (INAC), Vasco Cambovo, em nome do Governo da Província do Bié, enalteceu os projectos que a "People In Need” tem vindo a realizar nesta região, sobretudo do Saneamento Total Liderado Pelas Comunidades, onde esta comunidade conta com mais aldeias certificadas sem defecação ao ar livre.

Em 2021, no Bié, a PIN lançou o projecto género em tempos de covid-19, que abrangeu também a Huíla, onde beneficiou cinco mil mulheres para desenvolverem um negócio alternativo, num investimento que ronda os 286 mil euros, financiados pela União Europeia.

Este programa tem como objectivo contribuir para a redução do impacto negativo da pandemia nas mulheres, apoiando-as no desenvolvimento de negócios alternativos.

Houve ainda a materialização do projecto denominado "covid-19 a bazar", com financiamento da Unitel de 15 milhões de Kwanzas, que possibilitou enviar mensagens aos números registados nesta operadora sobre saúde, especialmente, da covid-9, de modo que haja cada vez mais prevenção, evitando assim o seu contágio.

A People In Need é uma organização não-governamental sem fins lucrativos, criada na República Checa, em 1992.

Oferece assistência humanitária e de desenvolvimento em mais de 20 países.

Em Angola, trabalha desde 2006 na implementação de projectos virados à educação, agricultura, água, saneamento e higiene, saúde comunitária e nutrição, género e sociedade civil, protecção à criança e direitos humanos.

© Fotografia por: DW (Divulgação)

Fonte: ANGOP