Sociedade
29 Janeiro de 2022 | 12h31

Projecto prevê reabilitar 80 furos de água

Oitenta furos de captação de água inoperantes nas províncias do Cunene, Huíla e Benguela serão reabilitados este ano, para reduzir os efeitos da seca nas comunidades.

Esta acção está Inserida no Projecto de Recuperação da Agricultura e Resiliência (ARP), que começou a ser implementado em 2019, com um financiamento de  sete milhões  600 mil dólares, do Fundo Internacional para o Desenvolvimento da Agricultura (FIDA).

Ao falar, sexta-feira, no encontro regional sul de coordenação das actividades do ARP, a coordenadora adjunta do projecto, Maria Eugênia da Silva, disse que, para este último ano do programa, as atenções estarão viradas para a reabilitação dos 80 furos de água.

Referiu que este trabalho será urgente para colocar o mais rápido possível os equipamentos a disposição das populações de oito municípios do Cunene, Huíla e Benguela. 

"Até aqui os resultados obtidos com a execução do projecto, desde 2019, traduzido na distribuição de insumos agrícolas, animais, capacitação técnica e construção de infra-estruturas básicas, é satisfatórios, visto que permitiu recuperar os activos das famílias nas áreas de intervenção”, afirmou.

Por seu turno, o vice-governador para o sector Político, Social e Económico do Cunene, Apolo Ndinoulenga, destacou a importância do projecto na sustentabilidade das famílias destas províncias atingidas pela fome, devido a ausência das chuvas.

Reconheceu que o projecto é um dos exemplos com bons resultados virados para a redução da vulnerabilidade das famílias.

Fonte: ANGOP