Internacional
16 Janeiro de 2022 | 10h44

Ameaça de tsunami no Pacífico terminada. Danos significativos em Tonga

O tsunami desencadeado pela erupção de um vulcão em Tonga causou danos "significativos" na capital da ilha, Nuku'alofa, disse hoje a primeira-ministra da Nova Zelândia, Jacinda Ardern, mas a ameaça foi declarada terminada.

O Centro de Alerta para o Tsunami no Pacífico informou que a ameaça do tsunami tinha "passado em grande parte" para os países costeiros, embora ainda fosse possível observar ligeiras alterações do nível do mar durante algumas horas.

"O tsunami teve um impacto significativo na costa norte de Nuku'alofa", mas não foram reportadas vítimas, disse Ardern.

A Nova Zelândia enviará um avião de reconhecimento militar para sobrevoar a área na segunda-feira, se a nuvem de cinzas vulcânicas o permitir.

As comunicações com Tonga ficaram cortadas desde a erupção de sábado, mas Ardern disse que o seu Governo tinha contactado com o Alto Comissariado da Nova Zelândia na capital.

Já o secretário de Estado norte-americano, Anthony Blinken, escreveu na rede social Twitter que está "profundamente preocupado com o povo de Tonga à medida que recupera das consequências de uma erupção vulcânica e do tsunami".

"Os Estados Unidos estão prontos a enviar assistência aos nossos vizinhos do Pacífico", acrescentou.

A erupção de Hunga Tonga-Hunga Ha'apai na sexta-feira, numa das ilhas desabitadas de Tonga, espoletou um tsunami que inundou a costa do Pacífico, do Japão ao Peru e Estados Unidos.