Sociedade
10 Janeiro de 2022 | 13h52

Serviço de táxi: Arruaça e vandalismo em Luanda

Arruaças, enchentes nas paragens, estradas cortadas e actos de vandalismo marcaram esta segunda-feira as primeiras horas da “paralisação dos taxistas” em Luanda, com destaque para o distrito do Benfica onde foi destruído o Comité distrital do MPLA.

Segundo o porta-voz da Polícia Nacional em Luanda, Nestor Goubel, tudo aconteceu quando os taxistas preparavam-se para retomar a actividade normal e foram surpreendidos por um grupos de indivíduos "com motivações ainda por se determinar e começaram a ameaçar aqueles que pretendiam trabalhar”.

"Estes indivíduos ameaçaram a população, criaram barricadas, queimaram autocarros, vandalizaram o Comité de Acção do MPLA e tinham a intenção de chegar até a esquadra policial”, detalhou o oficial da Polícia Nacional declarações à Televisão Pública de Angola. 

O cordão policial, prosseguiu, não permitiu tais actos e foram tomadas algumas medidas no sentido de acautelar a situação de segurança pública naquela zona de Luanda.

Fonte: JA