Desporto
06 Agosto de 2021 | 08h46

Acabou a era de Messi no Barcelona. Os motivos para a saída do argentino

A razão oficial derivou para as dificuldades da entidade blaugrana em cumprir as regras de fair-play financeiro impostas pela La Liga, mas há outros motivos que explicam a saída do astro argentino de Camp Nou.

Barcelona e Lionel Messi romperam, nesta quinta-feira, o relacionamento que mantinham há 21 anos.

Um ponto final num relacionamento do qual não derivaram explicações das partes envolvidas, além do comunicado acertado entre o clube e o jogador e em que os problemas em cumprir as regras de fair-play financeiro impostas pela LaLiga foram apontadas como o grande obstáculo para a continuidade do astro argentino em Camp Nou.

No entanto, outros motivos foram apontados para a saída do avançado de 34 anos, segundo noticia a imprensa espanhola, nesta sexta-feira, que, logo à cabeça, colocou como maior entrave a elevada massa salarial do clube e a necessidade de a reduzir drasticamente.

Por outro lado, outro factor que terá influenciado a saída do jogador prende-se com o facto do Barcelona não conseguir ter na próxima temporada uma equipa competitiva que possa lutar por todos os títulos, uma exigência que foi reforçada por Messi nos últimos dias, segundo noticia o Mundo Deportivo.

Neste sentido, fontes do clube destacaram a este meio de comunicação que a não contratação de Cristian Romero, defesa-central do Atalanta, teve o seu peso dado que teria sido um pedido expresso de Messi.

Foi também apontado que era necessário que o clube fechasse um corte salarial com os outros 'pesos pesados' da equipa, que o clube dizia ter no bom caminho, mas que afinal não passou da teoria à prática. 

Um mundo de justificações, em que o dinheiro (ou a falta dele) acabou por falar mais alto. Segue-se o Paris Saint-Germain na vida de Messi?