Cultura
01 Julho de 2021 | 15h48

MCTA quer multiplicação de espaços bibliotecários

O Ministério da Cultura, Turismo e Ambiente (MCTA) destacou, esta quinta-feira, a necessidade da multiplicação de espaços bibliotecários para promover o acesso à leitura e iniciativas diversificadas de carácter informal destinadas a desenvolver as capacidades intelectuais, linguísticas e sociais dos cidadãos.

Em mensagem em alusão ao Dia Mundial das Bibliotecas, o MCTA avança que a pretensão é promover e fortalecer a Rede Nacional de Bibliotecas Públicas, escolares, universitárias e comunitárias, contribuindo para a elevação do nível intelectual dos cidadãos, elevar o nível de cidadania, bem como assegurar e incentivar a participação democrática da população, na resolução dos problemas nacionais.

"A aprovação de diferentes diplomas legais, tais como a Política Cultural da República de Angola, a Política Nacional do Livro e da Promoção da Leitura e o Estatuto da Rede Nacional de Bibliotecas Públicas, e a existência de 39 bibliotecas públicas e salas de leitura, incluindo a construção de novas bibliotecas em Malanje, Huambo, Bengo e Luanda-Sul, visam garantir a consolidação e fruição do conhecimento, rumo ao desenvolvimento”, lê-se na mensagem.

O departamento ministerial aponta, ainda, para a realização de acções de capacitação profissional em biblioteconomia, com o fito de capacitar os técnicos das bibliotecas, aposta do governo na qualidade técnica do serviço público, no domínio da gestão das bibliotecas. 

As bibliotecas têm por função a aquisição, tratamento e disponibilização de documentos e informações nos mais variados suportes, visando a satisfação das necessidades de investigação e educação dos utilizadores, contribuindo, assim, para o desenvolvimento cultural, económico, político e social do país.

© Fotografia por: Santos Pedro (Edições Novembro)

Fonte: ANGOP