Desporto
28 Junho de 2021 | 08h58

Verstappen vence grande prémio da Estíria

Max Verstappen, em Red Bull-Honda, dominou o Grande Prémio da Estíria de fio a pavio, liderando as 71 voltas da ronda oito do Mundial de Fórmula 1.

No Red Bull Ring, o piloto somou a quarta vitória da temporada (segunda consecutiva) e a 14.ª da carreira na categoria, e aumentou a vantagem para Lewis Hamilton, nas contas do campeonato, de 12 pontos para 18.
 
Na segunda edição do Grande Prémio da Estíria, que a Mercedes ganhou em 2020, na estreia no calendário do Mundial, pela primeira vez na era híbrida da Fórmula 1 (iniciou-se na Austrália-2014), registou-se quatro corridas consecutivas sem uma vitória dos monolugares alemães.
Os germânicos dominaram o Mundial durante sete anos, assegurando todos os títulos (14) de construtores e pilotos. Antes de vencer na Áustria, a Red Bull-Honda, que soma cinco triunfos em 2021, também ganhou as rondas cinco (Mónaco), seis (Azerbaijão) e sete (França).
 
No Red Bull Ring, Hamilton, incapaz de acompanhar o ritmo de Verstappen, limitou-se à gestão (possível) dos danos, terminando na segunda posição e realizando paragem extra tardia nas boxes, para montagem de pneus Pirelli novos.
A manobra permitiu atacar a volta mais rápida do grande prémio – missão que cumpriu na 71.ª das 71 voltas ao circuito de Spielberg – e, assim, ganhar um ponto de bónus que pode tornar-se importante nas contas finais do campeonato.
 
Para a Mercedes, que perdeu mais três pontos para a Red Bull-Honda no Mundial de Construtores, com aumento na desvantagem de 37 pontos para 40, ainda assim, dia menos mau, com a terceira posição de Valtteri Bottas, à frente do segundo monolugar austríaco, com Sergio Pérez ao volante.
 
Na próxima semana, regresso ao Red Bull Ring para a ronda nove do Mundial: o Grande Prémio da Áustria.
Teoricamente, antecipa-se corridas (muito) mais competitivas, não por aproximação da Mercedes-AMG à Red Bull-Honda, mas devido à utilização da gama mais macia de pneus Pirelli, compostos diferentes dos utilizados esta semana.
 

Fonte: Angop