COVID-19
28 Junho de 2021 | 08h31

Leste da Ásia sofreu uma epidemia de coronavírus há mais de 20 mil anos

Uma equipa de cientistas da Austrália e dos Estados Unidos encontrou evidências de uma epidemia de coronavírus que ocorreu há mais 20 mil anos no Leste da Ásia. A descoberta foi publicada esta quinta-feira revista científica Current Biology e pode conduzir ao desenvolvimento de medicamentos para o vírus que está a causar a pandemia atual.

Para chegar a esta conclusão, os investigadores analisaram os genomas de 2506 pessoas em 26 populações humanas diferentes em todo o mundo.  Como é explicado pela CNN, que cita o estudo, foi identificada a primeira interação do genoma humano com os coronavírus, que deixou marcas genéticas no ADN das populações da região onde hoje fica a China, o Japão, a Coreia – o Leste da Ásia.

Os genomas que estudaram contêm informações evolutivas sobre humanos que remontam a centenas de milhares de anos, disse um dos autores do estudo, Yassine Souilmi.

Com a investigação, a equipa ganhou conhecimento sobre como os genomas de diferentes populações humanas se adaptaram aos vírus. A conclusão foi que, no decorrer da epidemia, a seleção natural favoreceu genes que se adaptaram à doença, o que provavelmente levou a efeitos menos severos.

Fonte: NM