Saúde
14 Junho de 2021 | 11h05

Dê sangue, salve uma vida!

O Dia Mundial do Dador de Sangue é celebrado anualmente a 14 de Junho. Uma data que serve para chamada de atenção sobre a importância do dador e reconhecer as dádivas voluntárias, que ajudam a milhares de pessoas ao redor do mundo ter a oportunidade reescrever uma nova história em suas vidas.

De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), 92 milhões de pessoas dão sangue anualmente, sendo que 45% destes dadores têm menos de 25 anos e 40% são mulheres. A OMS quer expandir este universo de dadores, encorajando outras pessoas a tornarem-se dadores de sangue. A organização pretende que em 2020 as dádivas de sangue em todos os países sejam completamente benévolas e não remuneradas.

A celebração do Dia Mundial do Dador tem como objectivo aumentar a consciência da necessidade de componentes sanguíneos seguros e agradecer a todos os dadores as suas dádivas voluntárias e benévolas, assim como reconhecer a sua importância e o seu contributo em salvar vidas e em melhorar a saúde e qualidade de vida de muitos doentes.

Quem pode ser dador de sangue?
Pode proceder à doação de sangue se:

tiver entre 18 e 65 anos de idade;
pesar mais de 50 quilos;
gozar de boa saúde e ter hábitos de vida saudáveis.

O que fazer e o que não fazer depois de doar sangue?
Deve-se beber líquidos em abundância;
Não se pode conduzir por 30 minutos;
Não se pode fumar por duas horas;
Não se pode beber álcool por 12 horas.



© Fotografia por: TPA Multimédia/Rui Aurélio

Autor: Leda Dombaxi

Fonte: TPA Multimédia