Sociedade
19 Maio de 2021 | 19h34

Campanha “Abraço solidário, Somos Angola " : MAPTSS doa produtos alimentares diversos.

O Ministério da Administração Pública, Trabalho e Segurança Social, fez entrega na segunda-feira 17, de produtos alimentares diversos tais como: 50 embalagens de Água, 45 Caixas de óleo Alimentar, 35 sacos de fuba de milho, 25 sacos de feijão, 10 caixas de massa, 35 sacos de Arroz, atendendo assim a campanha de Solidariedade denominada “Abraço Solidário, Somos Angola”, uma iniciativa do Ministério das Telecomunicações, Tecnologias de Informação e Comunicação Social.

A comitiva do MAPTSS esteve encabeçada por Sua Excelência Ministra, Teresa Dias, fazendo igualmente parte, os Secretários de Estado do Trabalho e Segurança Social e da Administração Pública, Pedro Filipe e Vânio Americano, respectivamente. Estavam ainda presentes Directores Nacionais e quadros seniores do MAPTSS.

Do lado do MTTCS, esteve presente Sua Excelência Ministro Manuel Homem, membros do Conselho de Administração da RNA, quadros seniores do MTTCS e da coordenação da Campanha de Solidariedade.

A camapanha "Abraço Solidário, Somos Angola” vai decorrer durante três meses e visa acudir às populações afetadas pela seca, a estiagem e a fome no sul de Angola.

A acção filantrópica de recolha de donativos para ajudar famílias, motivou a Ministra Teresa Dias, que não escondeu a sua satisfação em poder contribuir à causa: "Apelo aos demais concidadãos quer sejam privados, colectivos ou mesmo a nível da Administração Pública, a abraçarem a causa e dar aquilo que têm de melhor, acredito que só assim teremos uma Angola melhor. Uma angola em que todos nós possamos nos rever e termos uma vida minimamente sustentável” disse Teresa Dias, durante a entrevista concedida aos Órgãos de Comunicação Social presentes no Evento.  

A Ministra acredita que o pouco que se tem pode servir para distribuir aos demais, dizendo que este é o seu princípio.

Os donativos foram entregues pelos Directores Gerais do INSS e do INEFOP, em representação do Ministério da Administração Pública, Trabalho e Segurança Social e rececionados pelo Presidente do Conselho de Administração da Rádio Nacional de Angola, em representação ao Ministério das Telecomunicações, Tecnologias de Informação e Comunicação Social.

Na ocasião Pedro Cabral, PCA da RNA, considerou o povo Angolano como sendo solidário, rapidamente associa-se a dor dos mais carenciados, "É assim que nós temos trabalhado em todo o território nacional, no sentido de recebermos o que for possível para que possamos minorar o grau de sofrimento das nossas populações”, frisou.

TPA /Esperança Gaspar 

Fonte: TPA