Sociedade
17 Junho de 2021 | 09h31

Desmantelada rede de falsificadores de cartões de vacina da Covid-19

O Serviço de Investigação Criminal (SIC) Luanda apreendeu, nos últimos dias, 468 documentos falsos, incluindo testes e cartões de vacina contra a Covid-19.

De acordo com o chefe do Departamento de Comunicação e Imprensa do SIC-Luanda, superintendente Fernando de Carvalho, a operação foi feita pelo Departamento de Investigação Criminal do Cazenga e culminou com a detenção de cinco indivíduos envolvidos.


Fernando de Carvalho referiu que após um trabalho aturado, primeiro foram detidos dois cidadãos, no município do Cazenga, com 27 e 37 anos, identificados como Alf e Mars. Outros três foram detidos no Aeroporto Internacional 4 de Fevereiro.


 Alf foi o primeiro a ser detido, junto da Administração Municipal do Cazenga, quando incentivava cidadãos a adquirirem cartões de vacina a 3.000 kwanzas.


Em posse foi encontrado um cartão de vacina, tendo confessado que o documento foi elaborado pelo seu "comparsa” Mars,  viria a ser detido na sequência de uma acção ocorrida no interior da residência da mãe, onde vive, no bairro Sete e Meio, município do Cazenga.


De acordo com o oficial do SIC, na altura da detenção, Mars foi encontrado a falsificar vários documentos num computador de marca HP. 


Em relação às assinaturas e carimbo que utilizavam nos documentos,  o detido confessou que este trabalho era feito por outro amigo, conhecido por "Akwá”. 


Dos 468 documentos falsificados apreendidos pelo SIC constam 20 cartões de vacina e 45 testes da Covid-19 do tipo Sars-CoV-2.


Os testes Sars-CoV-2  eram  vendidos a 5.000 kwanzas e os de  RT-PCR,  para viagens internacionais, estavam a ser comercializados a 105.000 kwanzas. 


Os três cidadãos detidos do Aeroporto Internacional 4 de Fevereiro são técnicos de informática. Com idades compreendidas entre 32 e 50 anos, tinham em  posse,  um bilhete de passagem da TAAG, nove cópias de Bilhete de Identidade, cinco cópias de passaportes ordinários, duas certidões de nascimento, dois cartões de contribuintes, cinco reservas de bilhetes de passagem e um passaporte estrangeiro. 


O SIC confirmou ainda a apreensão de vários documentos falsos, dentre os quais cartões de vacina e testes da Covid-19, um computador e uma máquina impressora, um recibo de teste da Covid-19 do tipo RTP-CR com resultado negativo, com o logótipo da Clínica Medical Center.  


"Mars" tem uma filha 


Depois da apresentação dos supostos criminosos, o SIC dirigiu uma visita aos locais em que foram encontrados em flagrante delito, destacando-se a casa da mãe do Mars.


A família estava triste e apreensiva. Um dos irmãos afirmou que  Mars é um bom rapaz, que frequenta regularmente a Igreja. Acrescentou que o suposto falsificador nunca esteve envolvido em crimes, nem em confusão com a vizinhança.  
Os familiares afirmam que Mars tem o ensino médio, mas está desempregado. "Talvez seja o motivo para estar neste caminho e poder sustentar a sua filha de quatro anos. Ficámos surpreendidos com esta situação, ele é um jovem tranquilo e nunca teve problemas com a vizinhança", referiu um dos irmãos. 

Fonte: JA